Abordagem

Construcionista social

O construcionismo social fundamenta-se, dentre outras, por uma noção sociocultural da mente, muito similar ao que foi proposto pelo pesquisador russo Lev Vygotsky (1896-1934), para quem o funcionamento mental tem origem nos processos sociais, ou seja, nas relações que se estabelecem entre as pessoas, e não nas mentes individuais.

Em outras palavras, o construcionismo social postula que os processos psicológicos de um paciente são sociais, e somente podem ser compreendidos se forem contextualizados e entendidos à luz da comunidade e das relações em que o paciente está inserido. Por exemplo, o significado que uma pessoa dá a uma experiência por que passou não se origina dentro dela. É, pelo contrário, resultante da interação social que acontece entre ela e outra pessoa.

Sendo assim, a prática clínica da terapia de base construcionista social privilegia buscar o processo de construção de um significado não nos funcionamentos psicológicos intrínsecos de um paciente, mas sim na relação que se constrói entre o paciente e seu mundo relacional. Enquanto grande parte dos modelos tradicionais de práticas psicoterapêuticas diria que o problema é resultante de conflitos internos ou intra-psiquícos inerentes ao paciente, tendo sua origem no próprio indivíduo, essa proposta privilegia o olhar sobre as relações e práticas discursivas que se dão em todo o contexto do paciente.

A psicoterapia se configura como um espaço aberto para uma conversa, um diálogo, um convite à reflexão sobre os padrões que se estabelecem na vida do paciente, sobre os sentidos que ele dá às crises que enfrenta, ao mundo em que vive e às relações que se estabelecem entre ele e os outros.

Bibliografia

GRANDESSO, Marilene. Sobre a reconstrução do Significado. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2000.

ANDERSON, H., GOOLISHIAN, H. O cliente é o especialista – uma abordagem para terapia a partir de uma posição de não saber. Revista Nova Perspectiva Sistêmica, nº. 27, abr. 2007.

Rua Helena, 140 – cj. 81 – Vila Olímpia – São Paulo – SP – CEP 04552-050
Telefone: (11) 3842-4427
© Consultório de Psicologia – Psicologia Clínica

ir ao menú